Saturday, 7 November 2009

POEMAS DO DOMI CHIRONGO

ILHA DO FOGO

Ardem-me os olhos
olhos, olhos, olhos
ossos, ossos, ossos
olhos, olhos, olhos
ossos, ossos, ossos
olhos, olhos, olhos
ossos, ossos, ossos
olhos, olhos, olhos
ossos, ossos, ossos
olhos, olhos, olhos
ossos, ossos, ossos
ardem-me os olhos


Domi Chirongo



















A QUEDA

D
e
c
a
d
ê
n
c
i
Nesta minha Política
areia, areia, areia, arena
ar, ar, ar, ar, ar, ar, mar

D
e
c
a
d
ê
n
c
i
Nesta minha Política
areia, areia, areia, arena
ar, ar, ar, ar, ar, ar, mar

Domi Chirongo




S/T

Quantos
cantos
tem o mundo
oportuno?

Domi Chirongo

2 comments:

the messenger said...

Amazing, I love it!

Anonymous said...

A arte nao e para ser entendida...

É para ser sentida!

Parabens!

Silvia