Monday, 13 July 2009

Isencoes fisais nao determinam aumento de investimento

Maputo, 13.07.2009 4

(Maputo) A percepção do executivo moçambicano de que a política dos incentivos fiscais é um factor determinante na atracção de mais e maiores investimentos pode não ser, na sua totalidade, verdadeira. É que um estudo apresentado, semana passada,
na cidade de Maputo, por um reputado Especialista desmente percepção do governo
Isenções fiscais não determinam aumento de investimento - segundo estudo, empresários indicam a pouca concorrência, o crescimento do mercado doméstico e a estabilidade política como factores determinantes na sua decisão em investir em Moçambique economista norte americano indica que o crescimento dos projectos que
vem sendo implementados nos últimos tempos, no país, não tem nada a ver com a política de incentivos fiscais, mas com outros factores, maioritariamente relacionados com as reformas fiscais que vem sendo implementadas pelas autoridades
moçambicanas. O estudo baseado em entrevistas a empresários nacionais e estrangeiros
com interesses empresariais em Moçambique aponta a pouca concorrência em determinadas
áreas de investimento, o crescimento do mercado doméstico, a estabilidade política
como factores que determinaram, em larga medida, a sua decisão em virem investir no país. À estes factores acresce-se, igualmente, a existência de portos devidamente
operacionais para importar e exportar os seus produtos, a chegada de energia da rede nacional a regiões onde investem e a isenção aduaneira na importação de equipamento
como outros factores que deram grande contributo para o seu sim final.
Dos 125 empresários entrevistados, apenas 1 respondeu positivamente à pergunta sobre a política de incentivos fiscais como determinante para atracção de investimentos.
O estudo concluiu que as isenções aduaneiras são mais importantes que a ruptura de impostos.
Estes dados foram partilhados por Bruce Bolnick, director associado e Chief Economist da InternationalGroup, Nathan Associates Inc. nos Estados Unidos durante a apresentação da palestra subordinada ao tema: “A política de incentivos fiscais e
iniciativas de investimento”, organizada pelo Centro de Estudos Moçambicanos e Internacionais. Bolnick é um economista com mais de 30 anos de experiência como professor, consultor técnico, gestor de projectos e consultor internacional na África
e na Ásia.(F.M.)

No comments: