Monday, 31 January 2011

Para descongestionar o trânsito



Na Avenida 24 de Julho passa-se a circular em sentido único
Esta medida aplicar-se-á em determinados períodos do dia e num determinado troço

Maputo (Canalmoz) – Os congestionamentos que se verificam na cidade de Maputo, principalmente nas vias que dão acesso à zona urbana da cidade, obrigaram as autoridades de viação e municipais a encontrarem novas formas de descongestionar o trânsito nas horas de ponta.
Na última sexta-feira, o Município do Maputo e o Instituto Nacional de Viação, em coordenação com a TRAC e a FEMATRO, apresentaram à Imprensa um plano de descongestionamento do trânsito nas principais vias que dão acesso à cidade de Maputo.
O primeiro ensaio da viabilidade do aludido plano, cujo objectivo é melhorar a mobilidade de viaturas nas horas de ponta, terá lugar nos dias seis (domingo) e nove (quarta-feira) de Fevereiro, no período das seis às dez horas.
Após esses ensaios, seguir-se-á outras experiências com o mesmo plano para se avaliar a sua eficácia. Todavia, o vereador dos Transportes e Trânsito no Município de Maputo, João Malthombe, garante que de forma como o programa foi desenhado é para ter implementação efectiva.
Segundo foi explicado no encontro, nessas datas, a via da EN4 (a partir da Portagem de Maputo no sentido Matola/Maputo) terá disponíveis três faixas de rodagem até à Praça 16 de Junho, no período das seis às dez horas. A outra faixa será usada no sentido contrário nos mesmos moldes actuais para quem sai do centro da cidade.
A partir da Praça 16 de Junho, no mesmo sentido Matola/Maputo, todas as quatro faixas de rodagem da Avenida 24 de Julho terão sentido único até à Avenida Alberto Lithuli, onde o trajecto deverá ser interrompido e tomar-se o percurso normal.
Segundo o vereador dos Transportes e Trânsito, ainda no trajecto ao longo da Avenida 24 de Julho, qualquer automobilista que quiser subir pela Avenida Alberto Lithuli, para tomar ou cruzar a Avenida Eduardo Mondlane, deverá, obrigatoriamente, usar a faixa mais à esquerda, do lado da “Versailes”. Aquele que quiser descer pela mesma Avenida Alberto Lithuli para tomar outras avenidas abaixo, deverá estar na faixa do lado da Assembleia da República.
Por seu turno, os condutores de transporte semi-colectivo de passageiros, disse João Maltombe, deverão também, obrigatoriamente, usar sempre a faixa mais à esquerda para permitir o embarque e desembarque de passageiros.
Ademais, quem estiver a entrar na cidade de Maputo, pela Avenida da Organização das Nações Unidas (ONU), vindo da EN4 ou uma outra via, terá igualmente três faixas de rodagem e só uma com sentido contrário.
Ainda no período das seis às dez horas, assim que o plano estiver em funcionamento, os automobilistas que estiverem, por exemplo, no Museu e quiserem chegar a Matola via Portagem de Maputo, deverão usar a Avenida Eduardo Mondlane, indo dar na EN1 (Avenida de Moçambique) e depois seguir para a única faixa que estará a escoar o trânsito na N4.
O vereador dos Transportes e Trânsito no Município de Maputo, João Malthombe, disse que para garantir a orientação dos condutores e a respectiva implementação desta medida, serão postos cones de sinalização nas vias, bem como um efectivo da Polícia de Trânsito.

(Emildo Sambo)

1 comment:

gabizito said...

Eu penso que se devia diminuir o corredor central da 24 de julho e dai fazer a terceira faixa de que se precisa no sentido portagem Maputo. Nao faz sentido circular a certas horas num sendito e noutras noutro sentido. Mais, vefica-se um engarrafamento depois da assemblei da republica porque o transito deve fluir normalmente e nao ser afubilado de maneira mal pensada. Parece-me solucao de patetas...!