Thursday, 28 October 2010

Instituto Superior de Artes e Cultura

Campus internacional de reflexão artístico-cultural (bienal 2010)
Programa detalhado

O Instituto Superior de Artes e Cultura de Moçambique (ISArC), organiza por ocasião da Celebração do 50º aniversário das Independências Africanas e criação do Instituto Superior de Artes e Cultura, o Primeiro Campus de Reflexão Artístico-Cultural de Moçambique. O evento decorrerá de 27 a 30 de Outubro do ano em Curso e envolverá parceiros nacionais e internacionais.

Este encontro multidisciplinar, decorrerá sob o seguinte tema: “Artes e Cultura no Desenvolvimento – Bienal 2010, Campus de Outubro, ISArC”. O campus tem como objectivos:
• Reflectir sobre o estágio das artes em África, em Moçambique em particular, e realçar a pertinência das actividades artístico-culturais para o desenvolvimento;

• Contribuir para um melhor conhecimento dos recursos culturais e artísticos existentes no país, bem como incentivar as parcerias e os intercâmbios nacionais e internacionais nesta área;

• Contribuir para o Plano Director do ISArC e obter subsídios para a constituição dum Conselho Nacional das Artes e da Cultura em Moçambique;

As actividades envolvidas serão multidisciplinares, isto é, de natureza académica, por um lado com desenvolvimento de temas em painéis, mas por outro lado também com manifestações sócio-culturais, como palestras sobre artes e cultura na perspectiva africana, exposições de fotografia, artes plásticas, concertos musicais, teatro e outras .
Parte do produto destas actividades, quando devidamente documentadas, poderão constituir doações ao Instituto como forma de participar na criação do património desta jovem instituição. Entre os temas a serem debatidos figuram os seguintes: 1. Cultura, Desenvolvimento e Economia; 2. Redes Culturais; 3. Artes e Cultura em Moçambique; 4. O Palco, a Tela, o Artefacto, o Ecrã e o Movimento; 5. O Ensino Artístico; 6. África e as Diásporas e 7. Experiências de Conselhos Nacionais de Artes e Cultura.



Dia 27 Outubro- Centro Cultural do Banco de Moçambique

8:30-09:00- Chegada e registo dos participantes e café;

09:00-09:45 - Sessão de abertura (hino nacional, discurso de boas vindas por parte do director geral do Instituto Superior de Artes e Cultura, intervenção de sua excelência o primeiro-ministro, intervenção do Estado, interlúdio cultural)
09:45:10:25- Intervalo (foto família e café)
10:25-12:00- Intervenção do Orador Principal Prof. Samba Buri Mboup com a comunicação: Cura Psicológica, Regeneração Moral e Levantamento Espiritual dos Povos Africanos e Afro-descendentes: Apostas e Desafios para o Renascimento Cultural Africano no Século XXI).

12:00-14:00- Intervalo para almoço;

Sessão Plenária | 14:00h/15:30h
Cultura, o Desenvolvimento, a Economia

Kofi Asare Opoku (Gana) – Vice-President, Institutional Vision Advancement, do African University College of Communications, Accra, na área de visão de desenvolvimento institucional.
Fundamentos Tradicionais do Desenvolvimento
Kofi Asare Opoku
http://ayacentre.com/pages/conference/keynote-speakers.php
African University College of Communications
http://www.aucc.edu.gh

José Carlos Venâncio (Portugal) – Sociólogo. Professor Catedrático da Universidade da Beira Interior, a cujo Conselho Geral pertence.

A Cooperação Cultural em questão: Lusofonia, criatividade artística e literária e dependência.

José Carlos Venâncio
http://www.ces.ubi.pt/CV/CV_JoseCarlosVenancio.pdf
Universidade da Beira Interior
www.ubi.pt

Melba Cláudio-González (Espanha) – Professora da Universidade de Barcelona. Coordenadora da Comunidade do Conhecimento da Global University Network for Innovation e do Portal Iberoamericano de Gestão Cultural.

Melba Cláudio-González
http://www.directorioexit.info/ficha150
Global University Network for Innovation
www.guni-rmies.net
Portal Iberoamericano de Gestão Cultural.
www.gestioncultural.org/gc/


Hélder Nhamaze (Moçambique)- Antropólogo, mestre em Sociologia e docente no Departamento de Arqueologia e Antropologia da Universidade Eduardo Mondlane nas disciplinas de Antropologia do Desenvolvimento e Problemáticas Teórico-Epistemológicas da Antropologia.

Positivamente iluminado: Maneiras de cogitar sobre Cultura e Desenvolvimento
helder.nhamaze@uem.mz/ hnhamaze@kula.co.mz


Moderador: Cristiano Matsinhe (Moçambique) – Antropólogo, Doutor em Ciências Humanas (Antropologia Cultural). Director adjunto do Centro de Estudos Africanos da Universidade Eduardo Mondlane e docente das disciplinas de Introdução à Antropologia, Antropologia do Desenvolvimento, Problemas Teórico-Epistemológicos da Antropologia e Cultura e Sexualidade no Departamento de Arqueologia e Antropologia da Universidade Eduardo Mondlane.
cristiano.matsinhe@uem.mz/ cmatsinhe@kula.co.mz

Sessão Plenária| 16:00h/17:30h
Ensino das Artes e da Cultura
Filimone Meigos – Sociólogo e poeta. Director Geral do ISArC.
dg@isac.edu.mz
www.isarc.edu.mz

Rita Irwin (Canadá) – Presidente da InSEA - International Society for Education Through Art.
A/r/thografy
Rita Irwin
http://www.unesco.org/culture/en/artseducation/pdf/bio201ritairwin.pdf
International Society for Education Through Art
http://www.insea.org


Kodjana Kadanga (Togo) –Dirige o Centre Régional d’Action Culturelle (CRAC), organização inter-regional de formação de quadros e agentes de desenvolvimento Cultural.

A formação no CRAC: Sua Missão, Experiências e Perspectivas.

Kkadanga59@yahoo.fr



Moderador: Nataniel Ngomane (Moçambique). Doutor em literatura comparada e docente da Faculdade de Letras e Ciências Sociais da Universidade Eduardo Mondlane- Departamento de Linguística.

19:00- sessão de gala/ musical de boas vindas no Centro Cultural Universitário.

Dia 28 Outubro- Instituto Superior de Artes e Cultura
Sessão Plenária| 09:00h/10:30h
África: das independências às Diásporas

Maude Dikobe (Botswana) – Formada em Diáspora Africana pela Universidade de Berkeley.Professora na Universidade de Botswana.Co-fundadora e Directora Artística do Reetsanang Community Theatre.


Bem-vindos à selva: Africa e a diáspora africana através do cinema e das artes

Maude Dikobe
http://www.ifacca.org/media/files/WS09MaudeDikobe.pdf
University of Botswana
www.ub.bw/


Lady Christina de Almeida (Brasil) – Investigadora do NIREMA – Núcleo de Reflexão e Memória Afrodescendente - Universidade Católica do Rio de Janeiro/PUC

Relações raciais e culturais em espaços de sociabilidade juvenil no RJ.
www.nirema.puc-rio.br

Manuel de Araújo- doutor em desenvolvimento internacional e presidente do Centro de Estudos Moçambicanos e Internacionais (CEMO).

O Papel da diáspora na promoção da Cultura: o caso da Comunidade Moçambicana no Reino Unido.

alculete@yahoo.com

Samba Mboup (Senegal) – Professor do Institute for African Renaissance Studies/ University of South Africa (UNISA).
www.unisa.ac.za/Default.asp?Cmd=ViewContent&ContentID=18459

Simão Souindoula (Angola) – Historiador.Vice-Presidente do Comité Científico Internacional do Projecto “A Rota do Escravo”, da Unesco.

A influência de Malangatana Ngwenya na pintura Angolana.


http://jornaldeangola.sapo.ao/17/0/especialistas_analisam_a_gestao_do_patrimonio_cultural_africano


Marcelino dos Santos (Moçambique)- Doutor honoris causa, escritor e veterano da luta armada de libertação nacional.



Moderador: Severino Ngoenha (Moçambique) - Doutor em Filosofia da História. Professor na Universidade Pedagógica e na Universidade Eduardo Mondlane e Professor Convidado pelas Universidades de Bolonha, Roma III, Bahia e de Lausanne.
10:30-11:00- intervalo para o café;

11:00-12:30- Sessão paralela (o palco, a tela e o movimento) no museu galeria Chissano.

12:30-14:00- almoço

Casa Museu Chissano
Visita | Almoço | Momento Cultural

16:30-17:00- intervalo para o café

Dia 29 Outubro- Instituto Superior de Artes e Cultura
Sessão Plenária| 09:00h/11:00h
Redes Culturais
Mike van Graan (África do Sul) - Director Executivo do Instituto Africano de Artes, Secretário Geral do Arterial Network e Coordenador do African Chapiter of IFACCA (International Federation of Arts Councils and Culture Agencies).
Mike Van Graan
http://www.mikevangraan.co.za/
African Arts Institut
www.africanartsinstitute.org.za/
Arterial Network
www.arterialnetwork.org/
African Chapiter of IFACCA
www.ifacca.org/

O ontributo da IFACCA e da rede Arterial Network no desenvolvimento artístico e cultural da região SADEC.

Nathalie Noel-Cadet (França)- mestre em conferência em informação e comunicação. Directora do departamento de informação e comunicação da Universidade de Réunion.
Patrimoine, Ressources et Gouvernance dans l’aire 3 AEUI (Afrique de l’est, Afrique Australe et Océan Indien).
Moderador: Rita Irwin: (Canadá) – Presidente da InSEA - International Society for Education Through Art.

10:30-11:00- intervalo para o café;

Sessão Plenária| 11:30h | 12:30h
Artes e Cultura em Moçambique |
Vânia Pedro (Moçambique)- Antropóloga e docente da da disciplina de Teoria da Cultura no Instituto Superior de Artes e Cultura.

Festivais Nacionais de Cultura
www.nyikiwa.blogspot.com
www.sabereslocais.blogspot.com
vaniapedroisarc@isarc.edu.mz

Hortêncio Langa (Moçambique) – Músico.

Desafios da indústria cultural em Moçambique

hortenciolanga@yahoo.com.br

Estêvão Filimão (Moçambique)- Director da Faculdade de Estudos da Cultura do Instituto Superior de Artes e Cultura.

Música popular urbana e política em Moçambique.

estevaofilimao@isarc.edu.mz
ejfilimao@yahoo.com.br



Moderador: Ungulane Ba Ka Khossa (Moçambique) – Escritor.

12:30-14:30- almoço

Sessão Plenária| 14:00h/17:00h; coffee-break; 17:30h/18:00h
O Palco, o artefacto, a tela e o movimento
Elvas Mari (Zimbabwe) – Director Executivo do National Arts Council of Zimbabwe (NACZ)
A experiência do Conselho Nacional de Artes do Zimbabwe no desenvolvimento artístico e Cultural
www.natartszim.co.zw


Juvenal Bucuane/ Domi Chirongo/ Paulina Chiziane
Chude Mondlane
Hortêncio Langa/Domingos Macamo e Bob Lee
Yula Montoya, Lulú Sala e Filomena José
Mário Mabjaia/ Graça Silva e Adelino Branquinho Mário Mabjaia/ Graça Silva e Adelino Branquinho
Naíta Ussene/ Alfredo Mueche
Filimone Meigos/ Nhanguene (Núcleo de Arte)/ Jorge Dias/ Ulisses/ Gemuce/ Rita irwin
Gabriel Mondlane/ Licínio de Azevedo/ Adriane Camilo
Sandra Bornadeus (Brasil)-
Adriane Camilo (Brasil)-
Um olhar crítico construído através de imagens em movimento.
Nangashinu Ntaluma (Moçambique) – Escultor makonde com atelier permenente.

Dia 30 Outubro: continuação das oficinas/ dia livre para visitas à cidade e locais de interesse histórico.

2 comments:

Nyikiwa said...

Muito obrigada por divulgar nosso trabalho no seu espaço.

Abraço,

Vânia Pedro.

Marcos Tadeu Cardoso de jesus ou Marks Tadeu said...

O prof. Marcos Tadeu Cardoso, autor de três livros, cria projeto para realização de pesquisas em países estrangeiros, preferêncialmente os que falam a língua portuguesa, como Portugal, Ilha da Madeira, Arquipélago dos Açores, Moçambique, Angola, Guiné-Bissau, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe. O desejo da pesquisa é levantar materiais para que possam ser publicados mais dois livros direcionados tanto ao elemento histórico quanto do comportamento humano ou seja da Linguagem Corporal. As propostas podem ser tanto de empresas públicas ou privadas, professores universitários ou mesmo instituições.
Os interessados devem entrar em contato com o professor pelo seu e-mail ou mesmo telefone.
0xx5538 3223-5534
0xx5538 9804-6580

marcostcj@yahoo.com.br (e-mail)
mar.cj@hotmail.com (msn)

Marcos Tadeu Cardoso
Prof. Historiador e escritor
http://marcostadeucardoso.blogspot.com