Tuesday, 1 December 2009

Mauricias!

Durante anos, li e reproduzi o que lia em varios documentos e discussoes sobre Mauricias, Africa Austral,e paises em desenvolvimento! Mas nunca la tinha estado! Alias Mauricias fazia parte de um conjunto de quatro paises (DRC, Seychelles e Lesoto=, onde nunca pus os pes! Ate semana passada!

A visita a este pais alterou sobremaneira a minha imagem sobre o pais! Em quase todos os relatorios que li e ajudei a propagar, fossem do Banco mundial, FMI, SADC etc as Mauricias apareciam como o pais modeloÇ politico, economico e social! E mais com um GDP per capita acima dos US$11.000, uma estabilidade politica e economica sem precedentes na regiao, e sendo considerado como um dos paises com alta densidade populacional, aos meus olhos Mauricias era o exemplo a seguir!

Tendo permanecido alguns dias no pais, confesso que nao vi tudo o que Mauricias oferece! Mas uma semente desilusionaria comecou a germinar no meu subconsciente! Se Mauricias o o pais modelo que temos que seguir, entao nao sera ao fim dos meus dias que verei o Mocambique com que sonhei, sonho e continuo a sonhar!

Apesar de possuir asfalto na maior parte do seu territorio, as estradas sao estreitissimas, o pais em um campo de cana de acucar, a cidade de Port Louis e igual a qualquer cidade de um pais subdesenvolvido com muito trafego, barulho, vendedores informais nos passeios, etc, etc, etc.

Sabia que as Mauricias eram um pais pequeno, com menos de 2 milhoes de habitantes. Mas uma coisa e lermos em mapas e manuais e outra e estar la, face a face com a realidade!

De carro foi possivel sair do aeroporto, no sul do pais, para o norte, em menos de duas horas! E era ali onde o pais terminava! Ou seja em tres horas se podia percorrer o pais de les a les!

Apesar da sua pequenez, admirei a capacidade intelectual dos Mauricianos bem como a sua agressividade diplomatica no contexto das nacoes! O meu amigo, Nando Budha, ex'ministro de muitas coisas nas Mauricias, ja foi porta voz dos paises da ACP no contexto da relacoes ACP-CE, ja tivemos um Secretario Executivo da SADC das Mauricias.

Mas se ha uma questao que me deixou cabisbaixo foi o facto de este pais insular de dimensoes reduzidas, e que nao produz um quilo de algodao, ter criado mais empregos usando o AGOA do que o meu pais que produz milhares de dezenas do ouro branco! que este pais minusculo e insular produza e exporte mais acucar do que o meu gigantesco pais! Que este pais minusculo e insular receba dezenas senao centenas de vezes mais turistas que o meu pais! Enfim, o que mais me constrangiu e o facto de este insular pais insular ter um GDP per capita acima dos US$11000 e o meu andar a volta dos US$400! Que este pais produza mais energia a partir do melaco do acucar do que o meu!

Mocambique quo va dis?

2 comments:

Egídio Vaz said...

Bela crónica. Colocações lúcidas. Moçambique é Moçambique, Maurícias é Maurícias; cada um é como cada qual. E nisso de comparações, o governo moçambicano não gosta. Dirão alguns deles...porque não se muda para lá?
Abraço

Domingos Bihale said...

Mozambique val mal. Nous n'avons pas de capacites pour transformer notre resources naturels en richesse. Tout ce que nous faisons ce sont policopies de discours sans nord ni sud...Quand tu ecris Manuel, quand Vaz ecrit e quand nous les autres Manifestons nous sommes nomes...Mozambique quo vadis, il va mal avec leur peuple. Merci pour en faire reference.